Páginas

06 janeiro 2012

Meu melhor amigo.



  O que você faria se perdesse algo muito importante pra você?

    Ele era o meu equilíbrio, o que me mantia assim, equilibrada, ele era meu auxilio quando eu não tinha onde segurar pra me manter em pé, ele era minha coragem quando eu não queria seguir em frente, ele era a minha vida e apesar de tudo ele dependia de mim, mas, olhando com outros olhos sempre foi eu que dependi dele.
    A minha infância toda tive um grande amigo alguém que tenho certeza que me amava, alguém que sabia quando eu estava triste, alguém que eu amo com toda minha alma e que era muito mais do que um animal de estimação pra mim. Ele sempre foi meu porto seguro, e eu agradeço muito a ele por isso,
Eu sempre agüentei muita coisa por ele, peguei chuva, agüentei sermão, até falava que se colocassem ele na rua eu iria junto, não me arrependo de nada disso ele fez minha vida feliz, muito feliz.
    Quando ele ficou doente, eu achei que não era nada só fraqueza por causa da idade, não queria aceitar o que sabia que um dia ia acontecer, um dia ele iria ter que partir, um dia eu ia perder a razão da minha vida, e eu não imaginava minha vida sem ele não queria pensar que um dia eu ia olhar aquela casa, e por mais que eu negasse, iria encontrar ela vazia. Quando eu ia deitar, eu chorava escondida, se eu não me mostrasse forte todos iriam perder as esperanças,e eu não queria isso. Minha mãe o levou no veterinário porque ele não andava, não comia e não bebia. Eu engolia meu desespero, ele não podia ficar triste por eu ta triste, ele tinha que ser forte e passar por mais essa, juntos nos íamos conseguir, eu tinha certeza disso. Quando levamos ele, eles falaram que íamos ter que esperar 24 horas para os resultados dos exames. Foi uma boa noite pra mim, eu dormi cheia de esperanças .
    De manha eu acordei cedo, mas não era a hora ainda , eu encontrei minha mãe e nos fomos juntas ao  veterinário. A veterinária começou a explicar um monte de coisas sobre anticorpos e quando ela fez isso eu sabia que as piores suspeitas estavam confirmadas, eu sabia que ia perde-lo e sabia que minha vida perderia sentido a partir daí.
     Meu cachorro quando era pequeno ficou internado 15 dias e saro, mas nenhuma infeliz veterinária falo que ele tinha que tomar vacina contra virose,então eu nunca o vacinei contra isso, mas eu não as culpo, eu me culpo, eu devia ter sido mais esperta, ter protegido aquilo que tanto amava.
    Pronto, é isso. Eu perdi meu melhor amigo por minha culpa, e eu nunca mais vou poder ouvir ele lati, nem nada, nunca mais.
    Quando eu não consegui esconder mais meu desespero na sala do veterinário, quando eu pedi pra vê-lo, ele nem me reconheceu. Ele tava na fase crônica da doença e tinha perdido a memória, ele não tava aceitando o soro nem comida e tava sofrendo, muito. Ninguém deixaria o que mais ama sofrer, certo? Eu não deixei.
    Eu me ajoelhei perto dele e chorei tudo que podia, até hoje choro.
    E é assim que minha vida acabou, eu perdi meu chão, minha fé,meus sonhos, minha esperança, perdi tudo o que me mantinha firme, e agora não consigo olhar pra casa dele e não chorar, chorar até eu sentir dor, até eu cansar,ate eu simplesmente não querer mais chorar.
    Nunca vou esquecer como ele era, como ele foi feliz com sua vidinha, como ele nunca precisou de nada mais do que amor pra ser feliz, e de como foi minha culpa ele ter que partido.
    Eu sempre amarei meu melhor amigo!



Eu escrevi isso a dois anos atras meu cachorro tinha acabado de morrer. Eu postei ele igualzinho estava, até os erros eu deixei. Acho que nunca chorei tanto como enquanto eu escrevia isso. Ainda acho que a culpa foi minha mas,  meus pais tem uma grande parcela de culpa pois imagino que eles podiam ter me auxiliado para cuidar de outra vida eu era muito nova e não sabia cuidar nem de mim mesma, até hoje eu choro e sei que parece idiotice mas não ligo. Enfim, só achei que deveria postar no meu novo blog.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desmatamento zero!

Templates grátis free